Blog Webinfo

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Primeiramente, você sabe o que é software? Hoje em dia a maioria das pessoas acham que entendem de software, mas entendem mesmo?

Software consiste em:

  • Instruções.
  • Estrutura de dados para manipular informações adequadamente.
  • Informação descritiva, descrevendo a operação e o uso dos programas.

O software continua a ser a tecnologia única mais importante no cenário mundial. Ele assume dois papeis, o produto e o distribuidor de produto.

Uma dúvida de quando se começa no mundo da programação é o tipo de software que irá desenvolver, sabemos que podemos ir para a área de jogos, desenvolvimento web, desenvolvimento mobile e muitas outras. Há muitas categorias e vou listar as 7 principais neste artigo.

  1. Software de sistema: Conjunto de programas feito para atender a outros programas. Exemplos de softwares assim são os sistemas operacionais, compiladores e editores. A área de software de sistema é caracterizada por grande interação com o hardware; uso intenso por múltiplos usuários; operação concorrente; compartilhamento de recursos e gestão de processos; estruturas de dados complexas e múltiplas interfaces externas.
  2. Software de aplicação: Programas sob medida que solucionam uma necessidade específica de negócio. Processam dados comerciais ou técnicos para ajudar operações comerciais ou tomada de decisão administrativa.
  3. Software científico/ de engenharia: Caracterizado de algoritmos de processamento numérico pesado. Esses softwares podem ser da área de astronomia, biologia molecular, vulcanologia, meteorologia, fabricação automatizada, entre outros.
  4. Software embutido: Executa funções limitadas e específicas (por exemplo o controle de painel de uma maquina de lavar roupas).
  5. Software para linha de produtos: Projetado para prover capacidade específica de utilização por muitos clientes diferentes. Podendo se focalizar em um mercado limitado ou para consumo em massa.
  6. Aplicações para a web: Podendo ser apenas um conjunto de arquivos de hipertexto ou sofisticados ambientes computacionais podendo integrar banco de dados corporativos e aplicações comerciais. É um tipo de software que só vem aumentando nos últimos anos.
  7.  Software de inteligência artificial: Faz uso de algoritmos não numéricos e sim lógicos para solucionar problemas complexos que não são passíveis de computação ou de analise direta. Aplicações nesta área incluem: robótica, reconhecimentos de padrões e jogos.

Informações tiradas do livro Engenharia de software – uma abordagem profissional de Roger S. Pressman

 

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Uma boa habilidade para criar relacionamentos pode ser um passaporte para o sucesso.

É comum as pessoas tratarem desprezo o tema etiqueta empresarial, não tendo a real noção da importância que os profissionais de uma empresa possuam esse tipo de etiqueta. Assim, o impacto da implantação desse tipo de ação é fundamental para a manutenção e o crescimento de uma empresa.

Contudo, é ele que, muitas vezes, explica porque pessoas altamente profissionais e competentes no que fazem acabam sendo demitidas de suas empresas e outras – nem tão competentes assim - permanecem, atingindo promoções e melhores oportunidades de carreira.

A competência técnica não é tudo e que aquelas pessoas que não têm uma boa habilidade para criar relacionamentos, ou seja, etiqueta no convívio, acabam tendo menores chances de sucesso.

Definição

Etiqueta Empresarial é um conjunto de cerimônias usadas no trato entre pessoas e empresas, regidas pela boa educação, bom comportamento, convenções sociais, ética profissional e prescrições oficiais.

Aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a ter etiqueta.

1. A vestimenta diz muito para as outras pessoas. Assim é recomendável roupas discretas, sem modismos. Decotes e cores berrantes, dentre outros erros devem ser evitados, sob pena de perder com a seriedade. Tome cuidados com higiene pessoal.

2. O ditado a primeira impressão é a que fica deve ser levado a sério. Seja sempre cordial e prestativo já em um primeiro contato, saiba ouvir e falar na hora certa e tenha sempre cartões profissionais disponíveis. Ao entrar em um local peça licença, busque cumprimentar todas as pessoas que estiverem no local, mas só estenda a mão se o interlocutor o fizer primeiro, e só se sente se for convidado por ele.

3. Se comunique corretamente com as pessoas,. Busque olhar nos olhos, demonstre atenção no que estão falando, não se distraia durante a conversa e busque estabelecer um diálogo.

4. Mantenha uma postura correta. Não cruze os braços, evite se sentar de qualquer jeito, jogando o corpo na cadeira, como também não se sente na beirada da cadeira. É importante uma boa acomodação, porém ereto e de forma adequada.

5. Seja organizado e demonstre isso. Planeje adequadamente seu tempo e sua mesa, mantenha os papéis e arquivos de computador nos devidos lugares, onde não só você, mas qualquer membro da empresa consiga localizar quando necessário.

6. Respeite os colegas e o espaço de trabalho. Não precisa ficar mudo durante o expediente, mas evite ao máximo assuntos que exponham o seu lado pessoal ou o de alguma outra pessoa. Fofocas nunca combinaram com o ambiente profissional. Além disso, adeque a altura da sua voz ao ambiente.

7. Cuidado com a utilização de celulares no trabalho. Evite ligações pessoais e caso estas ocorram, busque ir para um local privado. Não fale demasiadamente alto e muito menos utilize termos de baixo calão. Também é necessário cuidado com outras ferramentas tecnológicas.

8. Bom humor é uma necessidade nas empresas. Quando estiver tendo um dia difícil, reflita se alguém do trabalho tem a obrigação de compartilhar as dificuldades com você. Contudo, cuidado com as brincadeiras. Um ambiente de trabalho descontraído é positivo desde que sejam feitas apenas brincadeiras saudáveis, que promovam um ambiente alegre e equilibrado.

9. Busque ter “jogo de cintura” na hora de imprevistos e ouça a opinião dos outros. Muitas vezes, ouvindo de opiniões divergentes se chega a um ponto em comum correto. É preciso saber argumentar e também, ceder.

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Opções como Udacity e Coursera oferecem conteúdos inovadores produzidos no mundo para quem quer se atualizar

Nos próximos anos, a qualificação em áreas tecnológicas será um dos pré-requisitos básicos para quem deseja conquistar novas oportunidades de trabalho. De acordo com o relatório divulgado pela consultoria McKinsey em dezembro de 2017, 15 milhões de pessoas vão perder o emprego até 2030, somente no Brasil, devido à evolução da inteligência artificial e da automação.

A mesma pesquisa afirma, no entanto, que um número ainda maior de profissões será criado. Os profissionais capazes de atuar nelas são aqueles que priorizaram a educação e o desenvolvimento de suas habilidades, uma vez que todas essas mudanças que estão acontecendo vão acelerar o mercado de trabalho — podendo ser enxergadas não como risco, mas como oportunidade.

Nesse contexto, as plataformas digitais vêm ganhando cada vez mais destaque como opção para quem quer se capacitar e encontrar melhores oportunidades de trabalho.

"Aprender o tempo todo, independentemente do estágio de maturidade da carreira, é fundamental para que a gente não se torne obsoleto. Temos que ser capazes de estudar e trabalhar ao mesmo tempo, e isso é facilitado pela experiência que as plataformas online oferecem", destaca Carlos Souza, diretor-geral para América Latina da Udacity, empresa que oferece cursos online em parceria com gigantes como Google, Facebook e Amazon.

Uma característica fundamental das plataformas digitais é que elas possibilitam um ritmo de lançamento e atualização de cursos de forma rápida, garantindo que os conteúdos estejam sempre atualizados e alinhados às inovações que surgem no mundo todo. O ensino a distância também oferece maior praticidade ao permitir que as pessoas aprendam a qualquer hora e lugar.

"Muitos cursos online são desenvolvidos em parceria com especialistas e empresas que estão construindo as principais inovações do mundo. Aprender com eles é dominar o que existe de mais quente em sua área", reforça.

Conheça sete opções de plataformas digitais para se qualificar:

 
Udacity — Conhecida como Universidade do Vale do Silício, oferece mais de 20 cursos nas áreas de tecnologia e negócios como marketing digital, ciência de dados, machine learning, redes neurais e realidade virtual - todos em português. O preço varia de R$ 399,00 a R$ 3.399,00 e inclui mentoria, revisão de projetos por especialistas e certificado. Também estão disponíveis cursos gratuitos que podem ser iniciados a qualquer momento. www.udacity.com.br
 
Coursera — Em parceria com universidades e instituições de ensino no mundo todo, disponibiliza cursos nas áreas de negócios, tecnologia da informação, desenvolvimento pessoal, etc. Há diversas opções ministradas em português e o aluno pode receber seu certificado mediante o pagamento de uma taxa que varia conforme o curso. pt.coursera.org
 
edX — Fundada por Harvard University e MIT em 2012, seus cursos cobrem as áreas de negócios, engenharia, economia, ciência da computação, etc. Dentre as mais de 1800 opções, apenas três são oferecidas em português. www.edx.org
 
Veduca — A plataforma brasileira oferece cursos ministrados por professores de reconhecidas instituições de ensino parceiras, como a USP. Ao optar pelo curso certificado, no valor de R$ 79,00, o aluno tem a oportunidade de fazer a avaliação do curso e receber um certificado digital. veduca.org
 
FGV Online — Lançada em 2000 pela Fundação Getúlio Vargas, disponibiliza opções das mais diversas áreas, como gestão empresarial, marketing, direito e até relações internacionais. Seus cursos são gratuitos, abertos a todos e sem pré-requisitos.www.fgv.br/fgvonline
 
Sebrae — Os cursos a distância são totalmente gratuitos e estão divididos de acordo com o perfil e necessidade de quem deseja abrir um negócio: finanças, vendas, empreendedorismo, planejamento, inovação, pessoas e leis são alguns dos principais temas.www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ead/

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A melhor estratégia de segurança é a prevenção e a melhor forma de se prevenir de um problema é através da informação.

Você pode ter o melhor antivírus do mercado instalado no seu sistema, mas ele não vai adiantar de nada se você clicar no link errado, executar o download errado e ignorar qualquer aviso que ele ou seu sistema operacional estejam emitindo.

Para um profissional de TI, as dicas a seguir podem parecer óbvias, mas todos os dias um vasto número de usuários sem conhecimentos está sendo contaminado justamente porque ninguém parou para lhes dar dicas óbvias ou explicar como um vírus se propaga. Esse texto é para essas pessoas se informarem, identificarem alguns dos sinais que podem indicar a presença de um programa malicioso querendo se instalar ou já instalado no seu sistema.

Certifique-se de que o email recebido está relacionado a você. Se você não efetuou uma compra recentemente, se você não tem negócios com aquela empresa, se você não conhece aquela pessoa, não há motivos para receber uma “nota fiscal”, um “documento” ou um “currículo em anexo”. Se o email nem mesmo utiliza seu nome na mensagem, isso significa que ele não conhece você e está enviando mensagens genéricas para milhares de endereços de email.
Você não precisa entender de antivírus. Mas precisa saber pelo menos qual é a aparência do antivírus que está instalado no seu computador. Saiba reconhecê-lo, para poder identificar falsas telas de antivírus e programas de “otimização” ou “segurança” que aparecem na internet. Não instale nada que não seja rigorosamente idêntico ao seu próprio antivírus (como uma atualização legítima, por exemplo). Tudo o mais provavelmente será um engodo.
Não confie em nenhum site que solicite a instalação de um programa ou plugin para visualizar conteúdo. Mesmo que seu sistema não possua Java ou Flash instalado, ele está melhor assim, e administradores de sites responsáveis sabem que os usuários não devem depender desse tipo de plugin. Se for indispensável a instalação de um deles, vá sempre aos sites oficiais: Java, Flash e Adobe Reader.
Empresas sérias não realizam campanhas que exigem que você baixe arquivo algum ou repasse a promoção para X amigos.  Resista à tentação, porque o preço a se pagar pode acabar sendo muito alto.

Agora é tarde? Já baixou algo ou clicou em algo que você não está muito seguro? Atenção para sinais de que você já foi contaminado:

Depois que você clicou ou instalou o arquivo, nada do que foi prometido aconteceu. Na verdade, parece que não aconteceu nada de nada. Acredite: aconteceu, seu sistema está contaminado.
Seu antivírus ou sistema operacional, cuja interface você aprendeu a reconhecer previamente, deu um sinal de alerta. Leia as instruções com cuidado e proceda como recomendado.
O programa que você instalou deixou seu computador mais lento do que estava antes. Você não precisa entender de gerenciamento de memória para perceber a lentidão.
Seu antivírus ou outras soluções de segurança foram desativadas ou sumiram.
Há mais anúncios na internet agora do que havia antes, de baixa qualidade e nos formatos, lugares ou momentos mais inusitados.

Se for o seu caso, você pode tentar uma varredura manual em busca de vírus ou acionar o suporte técnico da sua empresa ou aquele vizinho que manja de informática para dar uma olhada no computador.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Adobe fez um anúncio coletivo hoje em conjunto com Apple, Facebook, Google, Microsoft e Mozilla decretando o fim do Flash como plugin e formato.

Foram traçados planos para descontinuar a atualização e a distribuição do Flash em 2020 e todos os produtores de conteúdo que ainda trabalham com o formato estão sendo orientados a migrar para soluções abertas.

A Adobe em seu comunicado oficial relembra o pioneirismo do Flash no início da internet, quando o plugin era a única alternativa para oferecer interatividade e conteúdo rico na medida em que havia uma demanda muito alta por parte de usuários e criadores. Com a evolução dos padrões da internet, recursos e formatos como HTML 5, WebGL e WebAssembly, abertos para todos e com inúmeras outras vantagens, passaram a tornar possível as mesmas funcionalidades antes limitadas ao Flash e a Adobe acredita que está na hora de aposentar o plugin.

A empresa também reconhece que o formato foi adotado ativamente por serviços e empresas, seja no setor de vídeo, educação e jogos, e que existe uma dependência em alguns setores em relação ao Flash. A Adobe assegura que manterá o suporte ao Flash, incluindo atualizações de segurança e compatibilidade com a maioria dos navegadores e sistemas operacionais, até o fim do ciclo anunciado, mas, após 2020, o formato será permanentemente abandonado.

Não é de hoje que o Flash perdeu sua relevância e confiabilidade no cenário de internet. Até mesmo os cibercriminosos, que em tempos mais sombrios exploravam suas múltiplas vulnerabilidades para aplicar seus ataques, já se afastaram da plataforma em virtude de sua drástica redução de popularidade. Muitos navegadores e sistemas operacionais desabilitam o plugin por padrão e sua presença em sites cai a cada ano, em consequência de problemas de performance e segurança e do surgimento de alternativas superiores.

Então, era apenas uma questão de tempo para que a própria Adobe assumisse o manto de colocar o último prego no caixão do Flash. Com o apoio dos fabricantes dos principais navegadores e sistemas operacionais, acredita-se que o processo de transição seja imperceptível nos próximos anos e que logo o plugin passe a existir somente na lembrança dos usuários.

Pensamento

A única maneira de fazer um bom trabalho é amando o que você faz. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se desespere. Assim como no amor, você saberá quando tiver encontrado.

Search